Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Blumenau inicia 2ª etapa da vacinação da gripe nesta segunda (22/04)

 

 

Foto: Marcelo Martins

 

A próxima etapa da 21ª Campanha Nacional de Imunização contra a Influenza, do Ministério da Saúde (MS), inicia nesta segunda-feira (22/04/19), nas unidades de saúde de Blumenau. A partir desta data todos os grupos prioritários poderão receber a vacina.

Além das gestantes, puérperas e crianças, que já estavam sendo vacinados desde o dia 10, também fazem parte do público alvo da vacinação, definido pelo Ministério da Saúde (MS): idosos; professores; trabalhadores da saúde povos indígenas; portadores de doenças crônicas não transmissíveis; além de adolescentes e jovens sob medidas socioeducativas; população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional.

A meta no município é vacinar 90% dos grupos prioritários, que somam 111.031 pessoas. Desde o início da campanha foram imunizadas cerca de cinco mil pessoas, número considerado abaixo do esperado pela Secretaria de Promoção da Saúde (Semus), já que corresponde a aproximadamente 5% do total.

“A vacinação segue até 31 de maio, ainda teremos o Dia D da campanha, com as unidades abertas no sábado focadas na vacinação da gripe. É importante que a população se organize para ir até as unidades, mas como tem acontecido nos últimos anos, estamos trabalhando para que Blumenau atinja a meta e até ultrapasse”, observou o secretário de Promoção da Saúde, Winnetou Krambeck.

Durante a campanha também serão disponibilizadas outras vacinas, para atualização da Caderneta, que deve ser levada no momento da vacinação. Também será intensificada a vacinação contra tétano e difteria, bem como febre amarela. As unidades com salas de vacina podem ser consultadas aqui.

Entenda os públicos da campanha

Idosos

Estimativa de 30.550 pessoas com 60 anos ou mais que devem se vacinar em Blumenau. É necessário ter em mãos documento de identidade que comprove a idade.

Doenças Crônicas

Mais de 39 mil pacientes se enquadram neste grupo de portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais. Para estes, é obrigatória a apresentação de prescrição médica especificando o motivo da indicação da vacina, independente da idade.

São consideradas doenças crônicas: doenças respiratórias, cardíacas, renais, hepáticas e neurológicas crônicas. Diabetes; transplantados; portadores de trissomias (síndromes genéticas); pacientes imunossuprimidos e obesos classificados como grau III também compõe o grupo.

Aqueles pacientes já cadastrados em programas de controle de doenças crônicas do SUS devem se dirigir até as unidades onde fazem acompanhamento, para receber a vacina.

Professores

São pouco mais de 4 mil professores da rede pública e privada, que precisam ter em mãos o holerite mais recente, para serem vacinados.

Trabalhador de Saúde

Totalizando quase 10 mil profissionais, de serviços públicos e privados, a categoria engloba das mais diversas categorias, têm direito de se proteger da influenza com a vacinação.

– População privada de liberdade, adolecentes e jovens de 12 a 21 anos sob medida socioeducativa e funcionários do sistema prisional somam 1.523 pessoas.

As informações foram divulgadas pela assessora de comunicação da prefeitura, Marília Prado.

Posts relacionados

Top