Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Brusque é campeão da Série D do Campeonato Brasileiro de Futebol

 

 

Foto: Lucas Gabriel Cardoso | Brusque FC

 

Mais de 44 mil torcedores acompanharam a final da Série D do Campeonato Brasileiro de Futebol disputado na tarde deste domingo (18/08/19), na Arena Amazonas, em Manaus (AM). Foi um dia de vitória para os catarinenses, com placar de 6 x 5 do Brusque contra o Manaus, nos pênaltis.

No tempo regular e na prorrogação, o placar ficou no empate de 2 x 2. O primeiro gol foi do Brusque aos 2 minutos, na habilidade de Júnior Pirambu, que também marcou o 10º gol dele na competição. O empate veio aos 8 minutos, quando Sávio meteu na rede para o Manaus.

Aos 13 minutos do segundo tempo, Mateus Oliveira acendeu a esperança da vitória para o time amazonense. Mas o gol de Thiago Alagoano deixou tudo igual aos 36 minutos, aliviando a torcida do Brusque. Na prorrogação, nenhuma mudança, tinha que ser no sofrimento.

O aproveitamento do time de Santa Catarina foi total nos penâltis. Foram seis chutes certeiros de Thiago Alagoano, Airton, Thiago Henrique. Gama, Vinícius e do goleiro Zé Carlos. Com o resultado, Brusque conquistou o acesso para a Série C do campeonato Brasileiro do ano que vem, junto com o Manaus, Ituano (SP) e Jacuipense (BA).

É uma bela história do Brusque Futebol Clube que em outubro comemora 32 anos de fundação. Entre os principais títulos, já foi Campeão Catarinense da 14ª divisão em 1992, tricampeão da segunda divisão (1997, 2007 e 2015), tetra campeão da Copa Santa Catarina (1997, 2008, 2010, 2018) e campeão da Recopa Catarinense (2008).

Ficha técnica:

MANAUS FC-AM
Jonathan; Igor, Thiago Spice, Martony e Sávio (Vitinho); Derlan, Panda e Diogo Dolem (Charles); Evair (Marcio), Vandinho e Mateus Oliveira. | Técnico: Welington Fajardo.

​BRUSQUE 

Zé Carlos; Edilson, Magrão, Cleyton e Airton; Ruan, Fio (Leilson), Thiago Alagoano e Gama; Jefferson Renan (Thiago Henrique) e Júnior Pirambu. | Técnico: Waguinho Dias.

​Gols: Júnior Pirambu (B) aos 2 do 1º tempo; Sávio (M) aos 7 do 1º tempo; Mateus Oliveira (M) aos 14 do 2º tempo, e Thiago Alagoano (B) aos 36 do 2º tempo.

  • Amarelos: Sávio e Panda (M); Jefferson Renan, Airton e Magrão (B).
  • Arbitragem: Edina Alves Batista (SP), auxiliada por Alex Ang Ribeiro(SP) e Daniel Paulo Ziolli (SP).
  • Público: 44.896 pessoas, sendo 36.215 pagantes.
  • Renda: R$ 1.192.010,00.

E Blumenau, com o Metropolitano e BEC, precisam recuperar o orgulho do futebol feito na nossa cidade. Quem sabe ano que vem, na raça e vontade de conseguir resultados, porque se for só pelo investimento, sempre faltarão recursos suficientes.

 

Posts relacionados

Top