Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Eletrodomésticos com melhor eficiência energética são difíceis de encontrar em lojas on line

 

 

 

 

O Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (IDEC) divulgou uma pesquisa realizada pela entidade, em que constatou que eletrodomésticos classificados no site do Inmetro como energeticamente mais eficientes não são encontrados nas principais lojas virtuais do Brasil.

A avaliação da ONG de Defesa do Consumidor, foi finalizada em setembro, ou seja, há dois meses atrás. Naquele período pesquisou ventiladores, televisores, geladeiras e máquinas de lavar roupas. A eficiência energética de um equipamento diz respeito à quantidade de energia que ele precisa consumir para funcionar.

De acordo com a pesquisa, 97% dos televisores com as melhores avaliações presentes na lista do Inmetro não estão disponíveis para compra. Já os ventiladores, dos modelos de mesa, apenas dois foram encontrados. Com relação aos refrigeradores e máquina de lavar, não estão disponíveis 82% e 28% respectivamente.

“O consumidor interessado em eficiência energética não consegue escolher um modelo com base nas tabelas divulgadas pelo Inmetro”, critica Clauber Leite, coordenador do programa de Energia e Sustentabilidade do Idec.

Segundo ele, as tabelas disponíveis no site do órgão estão desatualizadas. “Como novos modelos são lançados frequentemente, os produtos encontrados na lista do Inmetro e os vendidos online não são os mesmos. Além disso, os equipamentos mais eficientes não estão disponíveis, sobretudo televisores”, explica. Outro problema é a maneira como o órgão divulga as informações, dificultando a compreensão pelos consumidores.

O Idec também constatou que as lojas online, embora informem a classificação em relação à eficiência energética do produto (A, B, C etc.), raramente anexam a etiqueta elaborada pelo Inmetro junto à descrição do produto .

O Inmetro reconhece que algumas tabelas estão desatualizadas e justifica que nos últimos dois anos os sistemas utilizados para informar o cidadão sobre eficiência energética de eletrodomésticos sofreram problemas técnicos que dificultaram sua atualização. No entanto a situação está sendo normalizada.

Como a pesquisa foi feita

O primeiro passo da pesquisa foi verificar nas tabelas disponibilizadas no site do Inmetro quais são – entre esses equipamentos – os mais eficientes em relação ao consumo de energia elétrica. Nessas tabelas há informações como nome do fabricante, marca, linha, modelo e classificação da eficiência energética (A, B, C etc.). Depois, verificou-se no site dos fabricantes o catálogo de produtos e foi checado se eles constavam no site do Inmetro. Com a lista do Inmetro em mãos, foram procurados os dez produtos mais eficientes nos sites Buscapé e Google Shopping, a fim de saber se estavam disponíveis para compra.

Tags

Posts relacionados

Top