Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Estudante de 18 anos morre de meningite em Santa Catarina

 

 

Uma estudante de 18 anos, que não teve a identidade revelada, morreu na sexta-feira (5/04/19) vítima de meningite meningocóccica. A Diretoria de Vigilância Epidemiológica do estado (Dive-SC) divulgou nesta segunda-feira (8), que o resultado do exame realizado pelo Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen) confirmou a bactéria Neisseria meningitidis como causadora da doença.

 

 

Esta bactéria causa inflamação nas membranas que revestem o sistema nervoso central (meningite) do cérebro e infecção generalizada (meningococcemia). A doença é transmitida pelas vias respiratórias, através de gotículas e secreções do paciente, que podem ser expelidas pela tosse por exemplo.

A jovem era moradora de Lages (SC), no planalto serrano.  Todas as pessoas que tiveram contato mais próximo com a vítima,  tomaram um antibiótico para evitar que desenvolvam a doença.

Para o tratamento é necessário um diagnóstico precoce e início rápido do tratamento. Segundo a Dive-SC, os principais sintomas da meningite são:

  • febre alta que começa abruptamente;
  • dor de cabeça intensa e contínua;
  • vômito e náuseas;
  • rigidez de nuca;
  • manchas vermelhas ou arroxeadas na pele ou mesmo hematomas;
  • em crianças menores de 1 ano: moleira tensa ou elevada, irritabilidade, inquietação, choro agudo e persistente
  • e rigidez corporal, com ou sem convulsões.

 

As principais medidas para prevenir a meningite são:

  • manter ambientes bem ventilados e, se possível, ensolarados;
  • lavar as mãos frequentemente com água e sabão;
  • manter higiene de pratos, talheres, mamadeiras e chupetas;
  • evitar aglomerações;
  • estar com as vacinações em dia.
Tags

Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

Posts relacionados

Top