Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Gêmeas de Blumenau fazem parte da trama central de Malhação, da TV Globo

 

 

A família reunida

 

Por Claus Jensen

No final de outubro do ano passado, Aline Corrêa, de 37 anos, soube através da internet que estavam procurando irmãs gêmeas para uma personagem na série Malhação. Ela e o marido, Paulo Aguiar Miranda, de 36, moraram em Blumenau por dois anos, mas são do Rio de Janeiro (RJ). Paulo é engenheiro, e devido ao trabalho, vinha com frequência para cá, quando o casal decidiu morar no bairro Vila Nova. Aline conseguiu um emprego na Cremer.

 

Lavínia e Eloá em um momento de descontração | Foto: arquivo da família

 

Foi nessa época que as gêmeas blumenauenses Lavínia e Eloá nasceram, mais precisamente no dia 14 de junho de 2017. Até então, o casal tinha uma menina de 3 anos.

“Ficamos meio receosos, mas decidimos arriscar e então nos encaminharam para fazer os testes para Malhação. Na época tinham 1 ano e 4 meses, mas com bebê não tem teste né? Tinham muitas crianças, mas eles só olharam, tiraram fotos e acabou. Não teve nada demais”, disse ela quando foi levar as filhas gêmeas para o local indicado no anúncio.

 

Foto: arquivo da família

 

No final de dezembro veio uma resposta parcial, já que a produção da série ficou em dúvida entre elas e outra dupla. As crianças tinham feito um segundo teste direto no Projac, onde ficam os estúdios da TV Globo, a 40 minutos de Santa Cruz, bairro que moram. “Em março nos deram a notícia de que nossas filhas foram aprovadas. A produção de Malhação queria duas crianças parecidas com os atores que fariam os pais e que não estranhassem muito, algo normal nessa idade”, disse Aline.

O primeiro dia de gravação foi em São Paulo (SP) e a mãe estava mais nervosa que as gêmeas. “Ficamos dois dias lá e depois voltamos. Acredito que a temporada deve terminar em abril do ano que vem”, lembrou a mãe.

 

Batizado de Nina, quando a mãe biológica entra na igreja e diz que é sua filha | Foto: TV Globo / reprodução / Divulgação

 

As gêmeas revezam a personagem Nina, uma criança adotada, que a mãe biológica Rita, interpretada pela atriz Alanis Gillen (20), tenta reconquistar a guarda. Em Malhação – Toda Forma de Amar, Rita é uma mãe adolescente que descobriu durante a missa de sétimo dia de seu pai, que sua filha dada como morta estava viva. Acolhida pela amiga de sua falecida mãe, ela sai em busca da criança e descobre que a história de uma criança parecida, adotada por um casal carioca.

 

Atriz Alanis Gillen, interpreta a mãe biológica | Foto: TV Globo / reprodução / Divulgação

 

A temporada é escrita por Emanuel Jacobina, com supervisão artística de Carlos Araújo e direção artística de Adriano Melo. Desde o início, a proposta era pegar gêmeas que alternassem o papel, afinal lidar com crianças durante um longo período não é fácil.

 

Lígia (Paloma Duarte) adotou Nina sem saber que a mãe biológica está à sua procura | Foto: TV Globo / reprodução / Divulgação

 

Elas não aparecem em todos capítulos, mas estão na trama central. O tempo de gravação para crianças dessa idade é curto e existe uma série de critérios para gravação com crianças. Por exemplo, tem que ter alvará para gravar, e até completarem dois anos, elas só podiam gravar uma hora por dia. “Agora que completaram 2 anos esse tempo aumentou, mas elas não aparecem todo dia. Tem períodos que elas ficam uma semana inteira sem aparecer, já em outras, umas 4 ou 5 vezes”, completa Aline.

Nós blumenauenses, desejamos muito sucesso para Lavínia e Eloá. Quem sabe duas futuras atrizes de sucesso, que como tantos talentos, começaram em malhação.

Se você quiser acompanhar a trajetória das irmãs, acesse o Instagram.

 

O ator Joaquim Lopes, que interpreta o pai da personagem das gêmeas, criou um carinho por elas. | Foto: arquivo do ator

Trabalho com publicidade há mais de 29 anos, fiz teatro durante 8, apresentei programa de televisão outros 5 e sou blogueiro desde 2007. Mas minha maior paixão é a família, e claro, essa fascinante Blumenau.

Posts relacionados

Top