Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Maior edifício residencial do país foi entregue no sábado (14/12) em Balneário Camboriú (SC)

 

 

 

 

Balneário Camboriú já escreveu seu nome na história da construção civil no país com construções imponentes, que desafiaram as leis da engenharia e serviram de escola e referencial para grandes obras e faculdades. Foi assim que o empresário Francisco Graciola abriu seu discurso, na noite do último sábado (16/12/19), quando a FG Empreendimentos entregou o maior edifício residencial do Brasil, o Infinity Coast.

 

 

O presidente do grupo é seu filho, Jean Graciola, que em seu discurso reforçou a força da empresa e a dedicação de todos os profissionais. Destacou que foi o primeiro edifício residencial que passou a linha dos 200 metros no Brasil.  A obra consumiu 25 mil m³ de concreto utilizando cerca de 2.500 caminhões betoneira, onde trabalharam simultaneamente 1.500 funcionários.

 

 

Foram utilizados duas mil toneladas aço, 25 mil m³ de concreto, 700 km de cabos elétricos, 46 km tubulação hidráulica, tubos de abastecimento de água e tubos do sistema preventivo e esgoto. Os números também impressionam no acabamento, afinal foram instalados 55 mil m² de revestimentos cerâmicos porcelanatos e pastilhas e duas mil toneladas de argamassas de contra piso e reboco. A profundidade da fundação equivale a um prédio de 15 andares.

 

 

O Infinity Coast tem 66 pavimentos, com 234 metros de altura, distribuídos em 115 apartamentos, sendo dois por andar, correspondendo a 47.500 m² construídos. A área de lazer é completa e tem mais de 5 mil m². Jean Graciola disse que a busca nunca foi por títulos e sim projetos inovadores que marcassem o mercado da construção civil. Depois da empresa entregar o maior prédio do país, as equipes já trabalham em outros projetos arrojados.

A tecnologia é uma das marcas do Infinity Coast. Os elevadores contam com um sistema ultramoderno chamado TAC32T, bastante utilizado em elevadores de grande percurso. Um sensor, chamado anemômetro, mede a velocidade do vento e liga o sistema em condições severas de vento, conforme a necessidade ele controla a velocidade. Além disso, o prédio possui gerador e transformador próprios e filtro purificador de água na entrada da rede municipal.

 

 

Posts relacionados

Top