Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Novos protocolos de enfermagem em Blumenau agilizam processos de atendimento do paciente

 

 

 

Foto: Eraldo Schnaider

 

As 66 unidades de saúde do município de Blumenau começaram a atuar, desde sua reabertura nesta segunda-feira (20/01/20), com a implantação de quatro protocolos de enfermagem. Os processos servirão como referência para o atendimento de enfermagem e possibilitam que os profissionais da categoria realizem, por exemplo, algumas prescrições e solicitações de exames.

Os profissionais de enfermagem terão acesso aos protocolos, fluxos e orientações. Também terão atribuições, possibilidade de realização de investigação e de solicitação de exames específicos, em casos como: hipertensão, diabetes e outros fatores associados a doenças cardiovasculares; infecções sexualmente transmissíveis e outras doenças transmissíveis de interesse em saúde coletiva, como dengue e tuberculose; acolhimento às demandas da saúde das mulheres nos diferentes ciclos de vida; e de atenção à demanda espontânea de cuidados ao adulto – em casos como gripe, náusea e dor de cabeça, entre outros.

“Com essa novidade esperamos facilitar e aumentar o acesso à atenção básica por parte dos nossos usuários SUS, principalmente porque em situações nas quais há possibilidade legal, a enfermagem poderá auxiliar e até resolver sem necessidade de o paciente aguardar uma consulta médica, agilizando dessa forma os atendimentos”, avaliou o secretário de Promoção da Saúde (Semus), Winnetou Krambeck.

As tratativas para o processo de implantação dos protocolos do Conselho Regional de Enfermagem de Santa Catarina (Coren/SC) iniciaram em 2019, bem como a capacitação dos profissionais de saúde envolvidos e a inserção no sistema Pronto. Os protocolos são uma ferramenta composta de documentos e recomendações, elaborados com base em estudos e evidências científicas, que ajudam a garantir mais qualidade e segurança nos atendimentos em saúde.

Por Marília Prado [PMB]

Tags

Posts relacionados

Top