Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Santa Catarina tem 87 municípios considerados infestados pelo mosquito Aedes aegypti

 

 

 

Nesta quinta-feira (23/05/19) foi divulgado pelo o Boletim Epidemiológico sobre  e situação epidemiológica de dengue, febre de chikungunya e zika vírus em Santa Catarina. Os dados são Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (DIVE/SC) e mostram que Itapema (SC) está em condição de epidemia de dengue.

De acordo com o boletim, Itapema apresenta o maior número de casos autóctones (297) no estado, com uma taxa de incidência de 469,6 casos por 100 mil/hab. “A caracterização de epidemia ocorre pela relação entre o número de casos confirmados e de habitantes. A Organização Mundial da Saúde (OMS) define o nível de transmissão epidêmico quando a taxa de incidência é maior de 300 casos de dengue por 100 mil habitantes”, explica João Fuck, gerente de Zoonoses da DIVE/SC.

 

Casos autóctones de dengue segundo Local Provável de Infecção (LPI) e incidência. Santa Catarina, 2019. | Fonte: SINAN On-line (com informações até o dia 18/05/2019).

 

Santa Catarina tem 87 municípios considerados infestados pelo Aedes aegypti. Foram identificados 17.568 focos do mosquito em 181 municípios. Já são 710 casos de dengue confirmados , dos quais 609 são autóctones (transmissão dentro do estado) e 56 casos são importados (transmissão fora do estado). Em comparação com o último boletim, divulgado na semana passada, houve a confirmação de 124 casos autóctones e 7 casos importados.

 

 

 

Para o gerente de Zoonoses, apesar do maior número de casos de dengue terem sido confirmados no mês de abril, é necessário reforçar os cuidados, mesmo com a temperatura mais baixa. “Isso mostra que é importante as pessoas continuarem a limpar seus terrenos pelo menos uma vez por semana. Que não esqueçam de conferir se a caixa d’água está fechada. Todos os lugares que podem acumular água devem ser inspecionados. Só controlando o mosquito Aedes aegypti é que conseguimos evitar a transmissão de dengue, zika e chikungunya”, finaliza.

Em Blumenau, até o momento são 174 focos do mosquito Aedes aegypti e 19 casos importados de dengue.

 

Mapa dos municípios segundo situação entomológica. Santa Catarina, 2019. (Atualizado em: 18/05/2019).

Posts relacionados

Top