Acasc propõe a Colombo aumento de benefício e destinação de parte da arrecadação ao turismo

Foto: Daniel Zimmermann

 

Por Marina Melz

Blumenau ainda contabiliza os resultados do Festival Brasileiro da Cerveja, que terminou no dia 11 de março e a Associação das Cervejarias Artesanais de Santa Catarina (Acasc) já trabalha para que o mercado seja ainda maior. O presidente da entidade, Carlo Lapolli, entregou ao governador Raimundo Colombo, que esteve na cidade ontem (16), um documento solicitando dois importantes incentivos para o setor.

 

Carlo Lapolli, presidente da Acasc | Foto: Divulgação

 

O primeiro é a ampliação do benefício de crédito presumido da operação própria e da substituição tributária de 13% para 20%. “Seria um apoio crucial para os negócios cervejeiros do estado que, muitas vezes, acabam não resistindo à alta tributação imposta para o produto e à dificuldade de chegada em outros estados por conta da substituição tributária”, defende Lapolli.

Outro pedido da Acasc é para que parte do ICMS recolhido pelas cervejarias artesanais no estado seja destinado para o Fundo Estadual de Turismo, a fim de fomentar a atividade. “O Vale da Cerveja, no Vale Europeu, e o Caminho Cervejeiro, de Florianópolis, são duas iniciativas que merecem atenção e investimentos. Com elas, teremos atratividade para arrecadar com o turismo o ano inteiro”, complementa.

A Acasc é a mais antiga associação regional de cervejarias do Brasil e conta com 33 associados entre cervejarias, bares e fornecedores do segmento.

Sobre a Acasc

Fundada há nove anos para representar as cervejarias artesanais catarinenses, a Associação das Micro Cervejarias de Santa Catarina (Acasc) é uma entidade privada sem fins lucrativos que reúne produtores de cerveja e fornecedores do negócio. São cerca de 30 associadas de diferentes cidades do estado.

Outra luta da associação é a redução da carga tributária, em especial o ICMS. No entendimento da entidade, ele deve ser equiparado ao vinho artesanal que atualmente já possui um tratamento diferenciado em Santa Catarina.

O Blumenauense

Denúncias, problemas ou elogios? Nos escreva para contato@oblumenauense.com.br

Posts relacionados

*

*

Top