Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Blumenau tem novos secretários da Saúde, Defesa do Cidadão e de Regularização Fundiária e Habitação


 

Na manhã desta quinta-feira (14/06/18), o Salão Nobre da Prefeitura de Blumenau recebeu a solenidade de posse de três novos secretários municipais: Carlos Olímpio Menestrina, na Secretaria de Defesa do Cidadão (Sedeci); Rafael Jansen, na Secretaria de Regularização Fundiária e Habitação (Serefh); e Marco Antônio Bramorski, na Secretaria de Promoção da Saúde (Semus). O evento contou com a presença de secretários de outras pastas, vereadores e representantes de órgãos públicos e entidades.

Na ocasião, o prefeito Mário Hildebrandt destacou que os novos membros do Executivo municipal tem quadros técnicos e possuem experiência em suas respectivas áreas de atuação. “Meu desejo de sucesso aos novos secretários e que juntos possamos fazer e trabalhar muito por nossa cidade”, ressaltou.

 

 

Carlos Olímpio Menestrina

  • Coronel bombeiro militar reformado;
  • Possui formação acadêmica em diversos cursos civis e militares;
  • Foi diretor do Departamento de Trânsito de Blumenau – 1989 a 1992;
  • Atuou como secretário municipal de Segurança e Defesa Social – 2005 a 2007;
  • Atuou como diretor-presidente do Seterb – 2005 a 2007;
  • Foi secretário municipal de Defesa Civil – 2008 a 2010.

O Coronel Menestrina disse que primeiro irá conhecer melhor a estrutura e os projetos em andamento da Defesa Civil. “A partir disso pretendo melhorar a capacidade de operação da grande equipe que integra o órgão de Blumenau”, disse o coronel. Para ele os principais desafios são a preparação e prevenção.“Nesse caminho conseguimos mitigar as sequelas que um evento climático traz à sociedade.”

 

 

 

Rafael Felipe Jansen, de 36 anos, natural de Blumenau

  • Formado em Engenharia Civil pela Universidade Regional de Blumenau (Furb);
  • Especialista em Manutenção Predial pela Universidade do Vale de Itajaí (Univali);
  • Pós-graduado em Gestão dos Negócios na Construção Civil pela Fundação Getulio Vargas (FGV);
  • Especialista em Engenharia de Estruturas pela Unilins/Sociesc;
  • É professor da Universidade Regional de Blumenau (Furb)
  • Foi secretário municipal de Serviços Urbanos – março de 2014 a fevereiro de 2017.

Para Rafael Jansen, os grandes desafios da sua pasta são as questões urbanísticas, jurídicas e ambientais.“Apesar de todos avanços que a secretaria já fez, nas questões de loteamentos clandestinos, posse irregular ou ilegal de terras, vamos buscar alternativas que irão beneficiar toda cidade. Assim também como a população que é carente e mora nesses locais que tem toda uma precariedade de estrutura. Vamos buscar dentro da legalidade a promoção da cidadania, ou seja, levar redes de drenagem, de energia, de esgoto” disse Jansen.

O esforço também será para resolver as ruas de placas amarelas, em ações alinhadas com outras secretarias. “Quando era secretário de serviços urbanos, vi a importância dessa interdisciplinaridade entre as pastas, muitas são irmãs e dependem uma da outra. Assim podemos dar condições de legalidade até para aquele funcionário público”, finaliza.

 

 

 

Marco Antônio Bramorski, de 54 anos, natural de Blumenau-SC

  • Formado em Medicina pela Universidade Federal de Santa Catarina (Ufsc), atua há 24 anos como médico na rede municipal de saúde;
  • Especialista em Saúde Pública pela Escola de Saúde Pública do Paraná / Escola Nacional de Saúde Pública;
  • Especialista em Pediatria e Cardiologia Pediátrica pela Sociedade Brasileira de Cardiologia e Pediatria;
  • Especialista em Formação de Lideranças na Área da Saúde em Santa Catarina pela Univille;
  • Mestre em Ciências Médicas pela Universidade Federal de Santa Catarina (Ufsc);
  • Presidente da Unimed Blumenau – 2012 a 2018.

Bramorski disse ser um orgulho participar dessa administração. Essa questão de dar acesso ao atendimento às pessoas, em cada nível de complexidade, é fundamental. Mas iremos resolver sempre dentro da realidade de atendimento, senão será encaminhado. Ele também comentou a necessidade de rever a situação dos servidores na descrição da qualidade e disponibilização dos recursos na assistência.

A primeira coisa que irá fazer é reunir o grupo para tratar do planejamento estratégico. Ou seja, entender o que já está sendo feito no Plano Municipal de Saúde e o que falta fazer.

Questionado sobre como sua experiência como presidente da Unimed pode ajudá-lo no desafio. “Quero usar mecanismos de gestão que normalmente não são usados na rede pública, principalmente em relação a utilização dos recursos e de ter um orçamento responsável. Assim podemos ter qualidade no resultado dos nossos programas com investimentos adequados”, finaliza.

 

O Blumenauense

Denúncias, problemas ou elogios? Nos escreva para contato@oblumenauense.com.br

Posts relacionados

*

*

Top