Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Casa é destruída por um incêndio no bairro Itoupava Central, em Blumenau

Um incêndio consumiu uma casa mista localizada na Rua João Krause, altura do nº 210, no bairro Itoupava Central, em Blumenau. Os bombeiros foram acionados às 19h06min desta sexta-feira (11/01/19) e trabalham durante uma hora e meia no combate às chamas.

Segundo a moradora Viviane Andreia Luksik, de 39 anos, ela estava dentro de casa quando sentiu um forte cheiro de fumaça vindo do quarto do seu pai. Assim que entrou, viu o fogo no disjuntor, que logo se alastrou. Só deu tempo dela pegar os documentos do pai e ajudá-lo a sair. O marido, Amarildo Raimundo, de 43 anos, chegou logo depois, vindo do trabalho.

Os bombeiros disseram que a casa tem o formato de “L”. Um dos lados é de alvenaria enquanto o outro, que queimou, era de madeira. As chamas destruíram dois quartos, uma sala e um corredor, além de parte da alvenaria, onde havia um banheiro, a lavação e a cozinha. Felizmente os outros cômodos, como a sala de jantar, os quartos do casal e das crianças, não foram atingidos diretamente pelo incêndio. Felizmente ninguém ficou ferido.

Além de combater o fogo na parte de madeira, a guarnição evitou que ele se alastrasse na área de alvenaria e na residência do vizinho. A ocorrência foi atendida por três viaturas dos bombeiros, que trabalharam durante 40 minutos para controlar o incêndio. O rescaldo demorou outros 50 minutos, que no total consumiu 14 mil litros de água.

Após tudo controlado, a família foi autorizada a permanecer no imóvel, com o compromisso de não mexer no local atingido em busca de objetos pessoais, até ser realizada a perícia que irá determinar as causas do incêndio. Eles também foram orientados a procurar um profissional para revisar a instalação elétrica.

O vídeo foi gravado por Bruna Maffei, colaboradora de OBlumenauense.

 

O Blumenauense

Denúncias, problemas ou elogios? Nos escreva para contato@oblumenauense.com.br

Posts relacionados

Top