Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Catarinense 0800

 

Por Albio Fabian Melchioretto

Para o escrito de hoje, tomarei emprestado o título das colunas do Edu César, do Papo de Bola. Ele tem chamado o nosso estadual de Catarinense 0800 por conta do acordo entre a federação local e os canais de esporte do grupo Globosat. Critiquei neste espaço a ausência do catarinense nos canais de esporte. Evidente que ao contar com apenas um time na principal divisão do futebol brasileiro, a visibilidade é outra, porém, estaduais com menor prestígio e equipes em situação pior que do nosso estado contam com transmissão em nível nacional.

Diante do quadro, a federação em acordo com os canais Globosat mostrará cinco partidas ao vivo. A primeira delas aconteceu na rodad do domingo passado, 11, quando a Chapecoense venceu o Brusque. O jogo foi mostrado no horário nobre do futebol de domingo no Sportv. A intenção da federação, segundo divulgado pela assessoria da presidência de Rubens Angelotti, é minimizar o prejuízo que foi a perda da transmissão em pay-per-view com estas transmissões. O interessante, para o Campeonato Catarinense, é que os jogos transmitidos pela televisão por assinatura são diferentes daqueles programados pela televisão aberta ampliando assim o leque de mostragem. Agora, fico na torcida, para que nos próximos expedientes o off-tube do primeiro jogo não se repita.

Enquanto isso, ainda na semana passada, quarta-feira (7/02/18), o Brusque foi eliminado frente ao Ceará na primeira rodada da Copa do Brasil. O jogo demorou para acontecer por conta de problemas nas torres de iluminação no estádio Augusto Bauer. O apagão do estádio é simbólico frente ao momento do futebol catarinense. Eliminado também a Chapecoense na Libertadores – na mesma quarta. Na Copa do Brasil nenhum time encantou, apesar das várias classificações e um campeonato que não empolga e está cheio de medalhões com pouco resultado, um apagão generalizado, tal qual aquele do Augusto Bauer. Os dirigentes, buscam resolver os problemas do mesmo jeito de sempre, demitindo técnicos e dispensando jogadores. Se a solução é a mesma como teremos medidas diferentes?

* Professor,  filósofo e mestre em educação

O Blumenauense

Denúncias, problemas ou elogios? Nos escreva para contato@oblumenauense.com.br

Posts relacionados

*

*

Top