Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Centro Judiciário de Resolução de Conflitos e Cidadania é reinaugurado em Blumenau


Entrevista coletiva com a imprensa foi no dia 11 de setembro

 

Nesta segunda-feira (17/09/18) foi reinaugurado em Blumenau, o CEJUSC – Centro Judiciário de Resolução de Conflitos e Cidadania, agora ampliado para abranger os processos judiciais. O espaço fica localizado no piso térreo do Fórum Universitário, ao lado da prefeitura.

A partir de agora, será possível realizar audiências de conciliação para processos que já estão em tramitação na justiça e não apenas para processos extrajudiciais, como é realizado atualmente. A solicitação pode ser feita no início ou na fase finais de um processo judicial, não importa o momento.

 

Entrevista coletiva com representantes da imprensa foi no dia 11 de setembro

 

A estrutura funcionará com um conciliador supervisor, uma secretária e dois estagiários, e terá a coordenação de dois magistrados, o juiz Clayton Cesar Wandscheer e a juíza Quitéria Tamanini Vieira Péres, com coordenação do juiz Jeferson Isidoro Mafra. O novo espaço possui três salas de conciliação/mediação, uma recepção, uma sala de espera institucional e um cartório com quatro postos de trabalho. Em breve, contará com mais uma sala de conciliação/mediação e uma sala multiuso para capacitações e oficinas sobre temas relacionados a resolução e pacificação de conflitos.

Em um encontro com a imprensa na semana passada (11/9), mediado pela juíza Quitéria; foi explicado quais são as principais vantagens da mediação. Estiveram presentes na ocasião, o Coordenador da Cejusc, juiz Jeferson Isidoro Mafra; o Conciliador Supervisor, Dorval Henrique Ferrari; a Coordenadora Núcleo de Práticas Jurídicas da FURB, Giselle Marie Krepsky; além das advogadas da Comissão de Mediação da OAB de Blumenau, Andreia Nobrega e Patrícia Athanázio Hruschka.

A mediação tem o objetivo de desafogar os processos judiciários promovendo um encontro entre as partes para um acordo mais rápido. Mas exigirá uma predisposição e preparo de todos, inclusive dos advogados, papel esse que a OAB de Blumenau fará.

O Cejusc foi criado em 2015, e dos quase 500 atendimentos realizados por ano, cerca de 30% terminaram com um acordo entre as partes envolvidas nos processos extrajudiciais. Dependendo de ambas as partes, esses conflitos que podem ser desde pessoais até envolvendo questões comerciais, em vez de anos, podem ser resolvidos em horas.

 

Tags
O Blumenauense

Denúncias, problemas ou elogios? Nos escreva para contato@oblumenauense.com.br

Posts relacionados

*

*

Top