Confira os detalhes para inscrever seus filhos no Colégio Militar de Blumenau

 

Por Claus Jensen, com fotos de Marlise Cardoso Jensen

A partir das 14h desta segunda-feira (20/11/17), foram apresentados os detalhes do edital de inscrição para estudar no Colégio Militar de Blumenau. A coletiva de imprensa foi conduzida pela Major da PM, Patrícia Maccari, que será responsável pelo colégio; e aconteceu no auditório da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) do município, localizado na Rua Braz Wanka,  nº 238,  bairro Vila Nova.

Serão disponibilizadas 70 vagas para duas turmas da 6ª série, que serão sorteadas através do número que virá na inscrição. O edital com todas as informações será publicado na página da Polícia Militar nessa semana e ficará disponível por no máximo 4 ou 5 dias. Os interessados serão direcionados para um link que irá ter todas as informações, como o dia do sorteio e a data da matrícula, além do passo a passo no preenchimento.

 

 

No final, é enviado um e-mail confirmando a inscrição e fornecendo o número que será usado no sorteio da vaga. Para não perdê-la, é muito importante ficar atento nos prazos indicados no edital. Se ocorrerem problemas por algum erro, os pais podem entrar com recurso. No edital consta uma área com essa orientação.

Filhos de policiais militares e bombeiros terão asseguradas 60% das vagas, enquanto as outras serão destinadas à população. Em Florianópolis, são 90% para a PM e Bombeiros.

Se por acaso alguns dos alunos sorteados não comparecer no sorteio, há uma margem de 20 vagas para serem preenchidas. O colégio irá funcionar na EEB Pedro II, no período vespertino, mas terá muitas atividades no contraturno escolar.

O colégio é público e gratuito, inclusive a inscrição. O único custo que os pais terão que arcar é com a vestimenta especial dos alunos, que tem muitos detalhes. A Polícia Militar vai tentar oferecer opções de fornecedores para que além do preço, também possam ter condições de pagamentos.

 

 

O Colégio Policial Militar Feliciano Nunes Pires em Florianópolis já existe há 33 anos em Florianópolis. Esse será o nome aqui em Blumenau, acrescido de Pedro II, homenageando os seus 130 anos de história.

Sempre houve muitos pedidos para montar um colégio militar no interior, por isso a Polícia Militar tinha planos há algum tempo de tornar isso possível. O primeiro passo aconteceu em 2016 quando foi aberto em Lages, onde foi bem recebido pela população.

Para ser implantado em Blumenau, houve um grande esforço do comandante do 10º BPM, Ten Cel Jefferson Schmidt, e do secretário da Agência de Desenvolvimento Regional, Emerson Antunes. Facilitou termos na cidade uma boa estrutura física e material.

 

 

No 10º Batalhão de Polícia Militar, foi criada uma secretaria provisória que funcionará entre às 13h e 19h durante a semana, destinada para ajudar na implantação do colégio. É onde os pais que não tem tanta familiaridade com a internet pode buscar ajuda, além da própria sede da ADR. As vagas para a unidade de Blumenau atraíram um grande número de interessados, inclusive de outras cidades da região. Aliás, qualquer cidadão catarinense pode disputá-las.

O edital com os professores que irão trabalhar na unidade de ensino será publicado nesta terça-feira (21), também no site da PM de SC. A intenção é que daqui a sete anos, o colégio disponibilize o ensino fundamental e médio, abrindo 490 vagas anuais.

Para o comandante do 10º Batalhão da PM, esse colégio irá trazer excelentes frutos para a região. Para ele, a palavra mais certa para definir essa conquista é: satisfação. Schmidt acredita que ele possa atrair mais policiais para atuar no Vale do Itajaí, já que muitos optavam ir para Florianópolis, onde podiam deixar seus filhos em uma instituição de ensino gratuita e de qualidade.

O Blumenauense

Denúncias, problemas ou elogios? Nos escreva para contato@oblumenauense.com.br

Posts relacionados

*

*

Top