Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Cuidados necessários com banhos e mergulhos no verão


 

Foto: Julio Cavalheiro / SECOM/SC

 

Próximo da estação mais quente do ano, torna-se comum a procura por piscinas, praias, rios, cachoeiras, entre outros lugares que refrescam e, ao mesmo tempo, transformam o momento em diversão para o corpo e a alma. No entanto, é nesta época do ano que são registrados os maiores números de acidentes que podem, inclusive, levar uma pessoa a perder os movimentos de braços e pernas e até a morte durante banhos e mergulhos.

A neurocirurgiã Danielle de Lara alerta que entre os acidentes mais comuns no verão, além de afogamentos, estão mal súbito, hipotermia e traumas em geral. Para não deixar o lazer de lado, a especialista ressalta sete fatores importantes para prevenir qualquer tipo de acidente, e até mesmo a morte. São eles:

  • Conhecer a profundidade do local em que mergulhará, principalmente em lugares que possuem pedras, como rios e cachoeiras.
  • Observar se há salva-vidas por perto;
  • Para as piscinas, mantenha em dia o exame médico;
  • Evitar ingerir bebidas alcoólicas e alimentos pesados antes de mergulhar;
  • Evitar saltar de cabeça e ficar atento com saltos em beiradas de piscinas, trampolins e afins.
  • Crianças sempre devem estar supervisionadas por um adulto;
  • Não superestime sua capacidade de nadar.

Segundo dados divulgados pela Sociedade Brasileira de Salvamento Aquático a água mata muito no Brasil. Dezessete pessoas morrem afogadas, em média, todos os dias no país. São 6 mil casos por ano.

“A maioria destes incidentes ocorre por falta de prudência. As pessoas ignoram seus limites e acham que sempre podem avançar um pouco mais e, isto pode ocasionar um afogamento ou algo pior”, afirma a neurocirurgiã Danielle de Lara.

A prevenção sempre é a melhor solução. Seguir as dicas da especialista pode salvar sua vida e a de seus amigos e familiares.

Tags , ,
O Blumenauense

Denúncias, problemas ou elogios? Nos escreva para contato@oblumenauense.com.br

Posts relacionados

*

*

Top