Depois de 13 anos, Desfile de Independência acontece novamente no bairro Vila Itoupava

Por Claus Jensen, com fotos de Daniela Hein | OBlumenauense

Já faz 13 anos que a Rua Henrique Conrad, no bairro Vila Itoupava, não recebia um desfile da Independência. O jejum foi quebrado por volta das 15h desta quinta-feira (7/9/17), quando 25 entidades, somando mais de mil integrantes, desfilaram pela principal via do encantador bairro blumenauense. O tempo contribuiu para encher as calçadas com jovens, idosos e muitas crianças que viram de perto as atrações.

O 23º Batalhão de Infantaria (23º BI) fez a abertura do evento, com a saída próximo à Sociedade Recreativa e Desportiva (SRD) Serrinha. Em seguida foi a vez dos 40 integrantes da Banda Musical da Escola Básica Municipal (EBM) Visconde de Taunay passarem pelos paralelipípedos de pedra da via, assim como os da EBM Machado de Assis, que vieram do bairro Itoupava Seca especialmente para o evento. Um grupo de crianças dos Centros de Educação Infantil (CEIs) Joahanna Conrad e Professora Erna Anna Trapp, também participaram do desfile.

Além das escolas da região, participaram 14 integrantes com mais de 60 anos do grupo Dança Sênior Roda Alegres da Comunidade Gustavo Adolfo, assim como os idosos da Fundação Pró-Família, incluindo o Grupo Folclórico Trachten Verein Eintracht. Entre os integrantes das fanfarras locais, destaque para os 200 alunos da Escola de Educação Básica (EEB) Coronel Pedro Christiano Feddersen, que atende 680 estudantes da região.

Um grupo de funcionários da Etiquetas Haco, com 89 anos de existência e principal empregador da região, também desfilou, acompanhado de integrantes da Brigada de Emergência da empresa. Segundo o assessor da intendência, Milton Bähr, a reativação do desfile de Independência do Brasil na vila faz parte de um pacote de medidas da Prefeitura de Blumenau para fortalecer ainda mais a região. “O principal objetivo é a descentralização dos serviços e a valorização do potencial cultural e turístico do local”, diz.

Vários carros antigos deixaram um clima de saudosismo aos moradores mais antigos, que certamente tiveram o seu Fusca, Kombi, Chevette, entre outras preciosidades. Vale o destaque para o projeto Rede de Vizinhos, da Polícia Militar, que foi lembrado em um banner. Através dele, é criado um grupo de WhatsApp com moradores das ruas cadastradas, que conta com a participação de policiais, melhorando a resposta no combate ao crime. Representantes do paradesporto de Blumenau, que sempre traz muito orgulho com suas medalhas, também marcaram presença no evento.

Para Servino Ziehlsdorff, 67 anos, natural de Massaranduba, a volta do desfile representa uma nova etapa de crescimento cultural para a população. “Há 52 anos vim de Massaranduda e firmei raízes aqui por ser um lugar tranquilo e bom de ser morar. Por isso, o desfile não favorece apenas a população do bairro, mas todo o povo de Blumenau. Todos ganham com o evento”, diz.

OBlumenauense registrou ao vivo e nas fotos de nossa primeira colaboradora, Daniela Hein, desde que iniciamos o projeto em 2 de Setembro de 2013. Algumas informações do texto são do assessor de imprensa da prefeitura, Joni César.

 

Claus Jensen

Trabalho com publicidade há mais de 29 anos, fiz teatro durante 8, apresentei programa de televisão outros 5 e sou blogueiro desde 2007. Mas minha maior paixão é a família, e claro, essa fascinante Blumenau.

Posts relacionados

*

*

Top