Em Florianópolis, Geraldo Alckmin disse que é pré-candidato a presidente em 2018

 

Fotos: Marco Santiago/Divulgação PSDB SC

O Governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, participou de um encontro do PSDB em Florianópolis, e disse que os tucanos estão prontos para voltar a governar o país e a recolocá-lo em posição destacada no cenário internacional.

Estrela do encontro, ao lado do senador paulista e presidente do Instituto Teotônio Vilela (ITV), José Aníbal, Alckmin falou dos desafios do país nos próximos anos e elogiou Santa Catarina. “É um estado singular, de economia diversificada e eficiente, sabe jogar o jogo do século 21. O Brasil tem muito aprender com os catarinenses”, declarou Alckmin.

Com mais de 500 lideranças de todo o Estado lotando o Auditório Antonieta de Barros, na Assembleia Legislativa de Santa Catarina, o governador do estado mais populoso e com a maior força econômica do país, disse que o segredo de uma boa gestão, é a busca pela eficiência a todo instante. Só ele governa São Paulo pela quarta vez, mas o PSDB já comanda o Estado há 24 anos.

“O Brasil passa por momentos de extrema dificuldade, os anos de governo populista do PT foram um desastre que se reflete no que temos hoje: economia retraída e 14 milhões de desempregados. Eficiência da máquina pública é a palavra-chave para esse quadro ser revertido”, disse Alckmin, aplaudido de pé.

 

 

O governador paulista foi recebido pelo presidente estadual do PSDB, Deputado Marcos Vieira, pelos senadores Paulo Bauer e Dalirio Beber, pelo deputado federal Marco Tebaldi, pelos deputados estaduais Leonel Pavan, Serafim Venzon e Mário Marcondes, pelos prefeitos de Blumenau, Napoleão Bernardes, de Criciúma, Clésio Salvaro, e pelo vice-prefeito da Capital, João Batista Nunes, além do deputado e chefe da Casa Civil do Estado de São Paulo, Samuel Moreira. Na plateia ainda estavam dezenas de prefeitos, vice-prefeitos, vereadores e lideranças do PSDB de todo o Estado.

Alckmin foi saudado como pré-candidato à presidência inclusive por lideranças empresariais e de outras siglas presentes ao evento, como o governador em exercício Eduardo Pinho Moreira, o senador Dário Berger, os deputados federais Mauro Mariani e Esperidião Amin e a ex-prefeita da Capital Ângela Amin.

Diante de todo apoio, Alckmin disse que, se for a vontade do PSDB, será, sim, candidato em 2018. “Fala-se muito em mudança, em novidade. Pra mim esse conceito está muito claro, a população aprendeu o que é bom e o que não é. Novo independe de idade ou de experiência, em política novo significa, sobretudo, a vontade de fazer melhor do que foi feito até hoje”, completou Alckmin. O prefeito de São Paulo (SP), João Dória (PSDB-SP), também gosta da ideia de ser candidato a presidente em 2018.

Com informações do jornalista Rodrigo Braga

Tags
O Blumenauense

Denúncias, problemas ou elogios? Nos escreva para contato@oblumenauense.com.br

Posts relacionados

*

*

Top