Empório Hemmer, anexo a fábrica, pretende atender pequenos varejistas e turistas

 

Por Claus Jensen, com fotos de Marlise Cardoso Jensen

Os produtos da Hemmer são inquestionáveis no quesito qualidade. Mas também é uma linha ampla, em que as conservas são as mais conhecidas. Muitos não sabem que a indústria tem em seu portfólio melado de cana, mel, frutas em calda, maioneses, nhoque, atum, xaropes (capilé), entre outros.

 

 

O Empório Hemmer reuniu todos eles em um só espaço na frente da indústria localizada na Rua Heinrich Hemmer, nº 2.773, bairro Badenfurt. A loja, que ficou quatro meses fechada para a reforma, estará aberta de segunda a sexta-feira, das 7h às 18h. É a segunda, já que possui outra no Parque Vila Germânica.

Na noite chuvosa desta terça-feira (21/11/17) o antigo posto de vendas foi reaberto em um espaço maior e mais amplo. Clientes, amigos, fornecedores e imprensa foram convidados a conhecer a novidade. Na área externa, um espaço com mesas para curtir um chope artesanal e os produtos da empresa.

Para o presidente da Hemmer, Ericsson Luef, a quantidade de produtos novos exigiu a ampliação da loja que a indústria mantinha há anos. “Precisávamos de um espaço maior e mais moderno, inclusive para receber excursões” comentou.

 

Ericsson Luef, presidente da Hemmer, entre convidados na reabertura do empório

 

O mercado de cervejas foi uma aposta da centenária empresa de alimentos em 2015, que tem a sua produção terceirizada. Questionado sobre alguma novidade desse porte para 2018, Ericsson respondeu: “A Hemmer é uma empresa dinâmica, sempre tentando identificar o que o consumidor deseja. Trabalhamos com alimentos, bebidas, alimentos secos, compotas, mas com certeza ano que vem terão lançamentos. São desde diversificações no nosso mix que já existem até alguns produtos novos”.

 

Gerente comercial da Hemmer, Elisandro Nunes da Rosa

 

O gerente comercial da Hemmer, Elisandro Nunes da Rosa, lembrou que a loja já existe há mais de três décadas. “Quando começou era um showroom para fornecedores e representantes. Depois passou a ser lojinha, posto de vendas e hoje virou o Empório Hemmer”.

A simbologia disso para o executivo, é mostrar a evolução da empresa. “Começamos aqui no Badenfurt (bairro) e hoje conseguimos levar o nome de Blumenau e Santa Catarina por todo Brasil e até para fora do país”. Como negócio, a expectativa é atender a demanda de turismo que passa pela BR-470 e a população em geral.

Hoje a empresa ainda não tem estrutura para promover visitas dentro da fábrica, mas está nos planos do futuro. “Por ser uma indústria de alimentos, há um grau de rigor e cuidados maiores principalmente por causa da higiene. É diferente de uma indústria têxtil por exemplo” lembra o executivo. Mas há uma preocupação em estruturar melhor uma área na frente do empório, para atender os ônibus de turismo”.

 

 

Segundo Elisandro, todos os produtos da empresa podem ser encontrados no empório. “No supermercado é mais complicado ter todos os produtos, porque é uma linha muito ampla. Só aqui que você vai encontrá-la completa”.

Em qualquer indústria é natural ter um pedido mínimo de vendas, até por uma questão de logística. Por isso o empório acaba sendo uma boa oportunidade para pequenos e médios varejistas comprarem volumes que atendam às suas necessidades. “Não temos restrição de volume para compras na loja. Na Hemmer atendemos desde o pequeno ao grande varejista. É um público A e B, migrando bastante para o C também”, completa Nunes.

 

 

Livro para colecionar rótulos de cervejas e registrar a sua experiência com elas

Um livro comercializado dentro do empório chamou nossa atenção. Na verdade trata-se de um produto conceito que serve para guardar os momentos que você degustou uma cerveja. Demócrates Schmidt, proprietário da YouPrint Gráfica e Editora, desenvolveu o projeto e fez uma edição personalizada para a Hemmer, com os rótulos de suas cervejas na capa.

 

Demócrates Schmidt, proprietário da YouPrint Gráfica e Editora (direita)

 

Dentro, existe uma escala de cores em papel, que dão um código para cada coloração da bebida. Também há informações sobre os diferentes estilos de cerveja, os copos para apreciá-la, e sobre como usar o próprio álbum. Nas páginas há um espaço para colar o rótulo da cerveja que está tomando, quando, onde, com quem, a coloração dela, com que alimento a harmonizou, entre outras. Faremos uma matéria específica falando sobre esse produto.

 

 

Claus Jensen

Trabalho com publicidade há mais de 29 anos, fiz teatro durante 8, apresentei programa de televisão outros 5 e sou blogueiro desde 2007. Mas minha maior paixão é a família, e claro, essa fascinante Blumenau.

Posts relacionados

*

*

Top