Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Lançada Licitação que define novo gestor financeiro da Oktoberfest


A Secretaria de Turismo e Lazer e Parque Vila Germânica, publica nesta segunda-feira (11/06/18), edital de licitação da Gestão Financeira da Oktoberfest e Sommerfest. O anúncio da abertura do processo e outras novidades na gestão da festa foram anunciadas em coletiva de imprensa no Salão Nobre da Prefeitura de Blumenau.

As empresas interessadas em fazer a gestão financeira da maior festa alemã das Américas e de sua versão de verão pelos próximos 5 anos, devem entregar suas propostas e se fazerem presentes na central de compras localizada no prédio da Prefeitura Municipal no dia 21 de junho, às 9h. O processo licitatório é de modalidade Pregão Presencial.

Nos 34 anos da maior festa alemã da América, dois foram seus principais gestores financeiros, o BESC, de 1986 a 1999, e o Sicoob, pelos 17 anos seguintes. Em 2014, foi feita a última licitação para este serviço, em modalidade de concorrência, sob o número 18/2014, cuja Sicoob venceu. Este contrato, de número 220/2014, poderia ser renovado por mais quatro anos, o que, por opção do contratado, não ocorreu. Por esta razão, os organizadores do evento se vêem obrigados a abrir novo processo licitatório e com ele inovam mais uma vez na gestão e propõem duas significativas mudanças.

 

 

Implantação do sistema cashless

Uma grande mudança que este novo gestor financeiro implantará nas festas é o sistema cashless, ou seja, a partir de 2018, não haverá mais tickets de papel para a compra de bebidas e alimentação em ambos os eventos. “A Oktoberfest e a Sommerfest vêm passando por inovações constantes nos últimos anos, acompanhando outros grandes eventos de cultura e música do Brasil. É chegado o momento de incorporarmos também as inovações dos sistemas comerciais e financeiros”, pontua Ricardo Stodieck, secretário municipal de Turismo e Lazer e presidente do Parque Vila Germânica.

 

 

Com o sistema cashless, o visitante terá a oportunidade de adquirir créditos já no momento em que compra seus ingressos para os eventos, pela internet e sem sair de casa. Basta preencher o cadastro e indicar o valor que quer creditar, podendo efetuar esse pagamento até com cartão de crédito. Chegando na festa, bastará a apresentação de documento de identificação à qualquer caixa, para a retirada de seu cartão devidamente creditado. Haverá também disponível no evento o chamado sistema “pré-pago”, quando o visitante adquire cartão com valor pré-definido, sem cadastro nominal, diretamente nos pontos de caixa do evento. “É importante dizer que nos cartões comprados antecipadamente o controle de venda de bebida alcoólica já começa no momento do cadastro. Quando o sistema identifica que o cadastrado é de um menor de idade, ele bloqueia automaticamente a liberação do crédito para a compra de produtos alcoólicos. Mas mesmo assim haverá controle rigoroso no momento em que a bebida é servida, em função dos cartões pré-pagos”, ressalta Ricardo.

Este sistema de compra de itens de alimentação e bebida sem os tickets de papel foi testado pelos organizadores dos eventos já na edição de 2017 da Oktoberfest, exclusivamente no Eisenbahn Biergarten, na Edição de 2018 de Sommerfest e na última edição do Festival Brasileiro da Cerveja. Segundo Guilherme Benno Guenther, diretor administrativo financeiro do Parque Vila Germânica, “durante a Sommerfest o sistema operou de forma satisfatória. Nas últimas horas do último dia do Festival Brasileiro da Cerveja houve um problema com o sistema cashless que foi para nós, organizadores, um aprendizado valioso. Por isso, neste edital, o plano de contingência é severo e prevê todas as situações”, explica.

O plano de contingência que o vencedor da licitação deve propor e cumprir prevê quatro cenários. No primeiro devem ser propostas soluções para caso ocorra instabilidade no sistema cashless, no segundo para o caso de ausência de internet mas com redes estáveis, no terceiro para situação onde ocorra ausência de internet e da rede de dados e por último, soluções para caso aconteça a falha total do sistema. Segundo Guilherme, os planos de contingência são essenciais e garantem a segurança e satisfação do visitante.
Além da implantação do novo sistema e dos planos de contingência, o licitado precisa instalar todo o equipamento necessário para garantir seu funcionamento, como prover os funcionários dos permissionários dos pontos de alimentação e bebida do evento com treinamento para a utilização deste novo formato de compra e venda. Mas há alguns itens deste novo edital que permanecem como o anterior. O licitado ainda é responsável pelo controle de acesso de pessoas ao Parque, sempre respeitando a capacidade máxima simultânea permitida de 40.704 pessoas.
Assessora de Comunicação: Ana Matesco (3381-7717/99103-2110)

O Blumenauense

Denúncias, problemas ou elogios? Nos escreva para contato@oblumenauense.com.br

Posts relacionados

*

*

Top