Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Mais de 1300 crianças e idosos recebem doação de brinquedos e alimentos da CDL Blumenau

Doar e compartilhar são verbos muitos presentes no fim de cada ano. A CDL Blumenau, com o apoio da comunidade, colocou tudo isso em prática. Nos últimos dias, a entidade entregou mais de 800 brinquedos à entidades que atendem famílias carentes e 30 cestas básicas a casas que atendem idosos e moradores de rua. Ao todo, pelo menos 1300 pessoas foram impactadas diretamente pelas ações.

Os brinquedos foram arrecadados durante a campanha “Doação que faz bem ao coração”, promovida pela CDL Blumenau. As doações chegaram por meio de associados e da população em geral. A ação contou com o apoio da Blulivro, que doou 150 livros infantis. Já as cestas básicas foram compradas pela CDL da ação “Natal Sem Fome”, organizada pelo Rotary Club Hermann e Amigos do CTG Fogo de Chão. Além de muitos alimentos, cada cesta continha um livro.

Os brinquedos foram doados aos CRAS Região I Velha; Região II Garcia, Região III Fortaleza e também ao Lar Bethel, no bairro Velha Grande. Depois de embrulhar cada brinquedo, uma equipe da CDL Blumenau foi a cada local conhecer os espaços e entregar os presentes. O gerente-executivo da CDL Blumenau, Arlindo Sehnem Filho, que acompanhou todas as entregas, conta que ficou impressionado. “É muito perceptível a dedicação que essas pessoas têm pelo trabalho que desenvolvem junto à comunidade. E brilho nos olhos de cada família e criança que recebe um presente só nos faz reforçar a importância de continuar desenvolvendo ações sociais como essa”, afirma.

As cestas básicas ajudarão na refeição dos idosos da Casa de Repouso Dalva, na Itoupava Central, da Casa São Simeão, na Escola Agrícola, e da Associação Pró Solidariedade e Vida Bom Pastor, na Vila Nova. As duas primeiras atendem idosos e a Bom Pastor moradores de rua, famílias carentes e idosos. Cada entidade ganhou 10 cestas básicas.

Arlindo lembra que todo esse movimento só é possível com o apoio dos mais de 2100 associados à CDL. “Todas são associações e núcleos importantíssimos para a sociedade. Blumenau tem muitas famílias em condição de fragilidade social e a atenção que esses centros dão a essa parcela da população é fundamental para criar uma sociedade com mais condições a todos. Participar dessas ações fez muito bem também a todos nós da CDL Blumenau”, destaca o gerente-executivo.

CRAS

Os CRAS são os Centros de Referência em Assistência Social. Por serem descentralizados, os profissionais de cada Centro conhecem com profundidade a realidade da região onde atuam, desenvolvendo trabalhos sociais que vão ao encontro das demandas locais.

 

Colaboradores do CRAS Região I Velha receberam as doações de brinquedos da para depois realizar as doações.

 

No CRAS Região I Velha são 1400 famílias cadastradas em vulnerabilidade social, totalizando mais de 58 mil pessoas referenciadas. “Nós ficamos muito, muito felizes com essa doação. Vamos poder ajudar diversas famílias. Com esses brinquedos o Natal delas será ainda mais especial”, conta a coordenadora da unidade, Milene Barbosa Cruz Rocha.

 

No CRAS Região II Garcia, onde 1579 famílias estão cadastradas, crianças receberam doações de brinquedos

 

No CRAS Região II Garcia, 1579 famílias estão cadastradas e, em média, 60 passam por atendimento constante. “Aqui temos muitas mulheres que são chefes de família, migrantes e famílias com reclusos. São pessoas com menos condições financeiras e também em situações de vulnerabilidade, por isso, toda a ajuda tem muito valor para nós”, comenta a coordenadora da unidade Cintia Larissa Cazagrande.

 

Mãe de crianças atendidas no CRAS Região III Fortaleza representa as demais famílias que receberam brinquedos doados pela CDL Blumenau. No local, 1200 famílias são atendidas por mês.

 

No CRAS Região III Fortaleza são atendidas 1200 famílias por mês, mas ao todo são mais de mil referenciadas na unidade. De acordo com a coordenadora do espaço, Luciana Coelho, um dos principais problemas na região é droga, segundo ela cada vez mais presente entre as famílias. “Infelizmente percebemos muitas crianças sem a esperança de um dia melhor. E o presente cria essa motivação de esperança. Eles percebem que a família vai além daquela de casa”, afirma Luciana.

 

O Lar Bethel atende 109 crianças de 0 a 6 anos

 

No Lar Bethel, a diretora Edna Gonçalves conta que são 109 crianças, de 0 a 6 anos, atendidas. “Estamos uma região afastada do centro da cidade e muitos pais trabalham longe, por isso precisam muito do apoio da creche para poder trabalhar. É uma região carente. Temos uma pequena contribuição espontânea dos pais e todas as doações são muito importantes para a manutenção da creche”, explica Edna.

 

Com 20 anos de serviços prestados, atualmente a Casa de Repouso Dalva atende 23 idosos. Ok

 

Casas de apoio

Com 20 anos de serviços prestados, atualmente a Casa de Repouso Dalva atende 23 idosos. “Estamos muito felizes com essa doação. Os idosos precisam de muitos cuidados e, por isso, somos em 14 funcionários. É bastante despesa, mas com a ajuda de cada um podemos oferecer um bom atendimento a todos”, conta a administradora do espaço, Araci Maciel Martimiani.

 

Cestas básicas irão ajudar na alimentação dos idosos da Casa São Simeão

 

Na Casa São Simeão são 80 idosos abrigados. Para o administrador Luís Henrique Fuchs, as doações são uma maneira de conseguir oferecer uma condição melhor a cada um. “Estamos sempre buscando parcerias e essa doação é muito importante”, afirma Fuchs.

 

Graças as doações, a Associação Pró-Solidariedade e Vida Bom Pastor, atende cerca de 60 por dia. Local possui 400 famílias cadastradas.

 

Conhecida também por Cozinha Comunitária Padre João Bachmann, a Associação Pró-Solidariedade e Vida Bom Pastor possui 400 pessoas cadastradas e atende cerca de 60 por dia. “Aqui nós vivemos de doações. Quem passa por aqui é porque realmente não tem condições financeiras e precisa de ajuda até para ter acesso às necessidades básicas”, explica o coordenador Evandro Ribeiro.

O Blumenauense

Denúncias, problemas ou elogios? Nos escreva para contato@oblumenauense.com.br

Posts relacionados

*

*

Top