Metropolitano perde a terceira seguida e termina primeiro turno na boca do rebaixamento

 

Por Edemir Júnior, com fotos de Giovanni Silva

Não há palavras para explicar a decepção que foi o jogo de hoje. A derrota por 3×2, do jeito que ocorreu, foi um tiro no peito dos pouco mais de 900 torcedores presentes no Sesi.

O Metropolitano, que vinha de duas derrotas consecutivas e nove gols sofridos, veio com muitas expectativas para o jogo de hoje. Afinal, tinha uma das melhores campanhas jogando em seus domínios e poderia levar para “casa” um troféu em caso de vitória ou até mesmo de empate. Mas também enfrentava o Figueirense, seu maior algoz. Isso porque sempre nos jogos decisivos para o Metrô, vinha o Figueira e estragava a festa. Foi assim em 2012, 2014, 2015… e nesse ano deu Figueirense de novo.

O time da capital do estado abriu 2×0 já no primeiro tempo com Josa e Bruno Alves. No início da segunda etapa, o zagueiro do Metrô, Mauricio, falhou de forma bisonha e Elias não perdoou: 3×0 Figueira. Aos 26, Mazinho fez um golaço de fora da área e descontou para o time de Blumenau. E no último lance da partida, aos 49, Sabiá fez mais um para o verdão. Porém já era tarde: Metropolitano 2 x 3 Figueirense.

O Metrô terminou o primeiro turno com oito pontos, na oitava colocação, uma acima da zona de descenso. Já o Figueira termina em quinto com 13 pontos ganhos. Na próxima rodada, Metropolitano e Figueirense enfrentam Tubarão (fora) e Brusque (fora), respectivamente.

E a taça que comemora os 30 de instalação do 10º Batalhão da Polícia Militar iria para o ganhador do jogo. Ela foi entregue pelas mãos da Comandante da 7ª Região da Polícia Militar de Santa Catarina, Claudete Lehmkuh; e do comandante do 10º Batalhão da PM, Ten Cel Jefferson Schmidt.

 

comentários

O Blumenauense

Denúncias, problemas ou elogios? Nos escreva para contato@oblumenauense.com.br

Posts relacionados

*

*

Top