O desafio de transformar um evento internacional com inspiração local

Maria Luisa Lange, coorganizadora doTEDxBlumenau

 

A Maria Luísa Lange, é coorganizadora do TedXBlumenau e participa desde a primeira edição. O evento aconteceu neste domingo (30/4/17) e eu conversei com ela sobre o trabalho que envolveu cerca de 26 pessoas.

Foram nove meses de preparo, uma verdadeira gestação, para mais de seis horas que certamente marcaram a vida de muitos participantes.

OBlumenauense: Quanto tempo levou para organizar o TedXBlumenau Momentum?

Maria Luísa Lange: Desde a concepção do tema até a aquisição da licença foram nove meses, um processo iniciado em agosto do ano passado. A montagem e concentração dos trabalhos para o evento foram realizados nos últimos quatro dias.

OBlumenauense: Como é definido o local para realização desse evento?

Maria Luísa Lange: Primeiro, é importante que tenham dois espaços, um auditório e outro onde ocorrem as ativações, interações e coffee break. Também é importante a comodidade e acessibilidade, sempre condicionados ao nosso orçamento.

Na edição deste domingo (30), fomos abordados pelo SESI de SC, quando comentaram a criação do Espaço de Educação Maker. Nós apresentamos a temática deste evento, que é a questão do vetor, tirar pessoas da inércia. As duas propostas convergem muito e assim foi definido o local.

OBlumenauense: Como funciona o processo de seleção dos speakers ?

Maria Luísa Lange: Foram 14 speakers (palestrantes), cada um conversando sobre o grande tema geral que é o “Momentum”, mas com diferentes disciplinas, que vão desde relatos pessoais, medicina, educação até conflito interpessoal. Todos são escolhidos através de um processo de curadoria que dura cerca de 4 meses. Depois passam por um processo de ensaio e preparação com nossa equipe de coaching, para depois assumir seu espaço no tapete vermelho.

Os critérios adotados para escolha dos speakers são a potência e replicabilidade de cada ideia em nosso cenário local. Também tem a preocupação com o impacto da inovação, porque a sigla TED significa Tecnologia, Entretenimento e Design. Embora seja originalmente focado nesses temas, tentamos fazer um evento multidisciplinar, trazendo ideias de diversos campos do conhecimento de trabalho que “conversem” com o tema.

OBlumenauense: Quantas pessoas se envolveram nesta edição?

Maria Luísa Lange: Durante estes últimos meses, cerca de 26 pessoas ficaram envolvidas, mas hoje (30/4) onze fazem parte do staff, que nos ajudam durante o evento, inclusive na montagem e desmontagem. Embora nos primeiros eventos a faixa etária da equipe fosse de 23 a 24 anos, percebemos que ela tem aumentado, tanto que dessa vez foi de 29-30.

OBlumenauense: Que requisitos são necessários para que o TEDx seja realizado em uma cidade?

Maria Luísa Lange: A TED é uma ONG, ou seja, uma organização sem fins lucrativos, onde todos da equipe de Blumenau são voluntários. Os pré-requisitos para adquirir uma licença para realizar o evento em uma cidade, em primeiro é o interesse em ter uma pauta centrada para conversar com a comunidade.

Embora o nosso evento seja voltado para toda cidade, por isso ela pode ter mais de um TEDx, são levados em conta dados como o tamanho do município e sua população. Então é necessário disposição para fazer esse evento, ter um tema estabelecido e ele ser relevante à comunidade, boas ideias para compartilhar no palco, além de locais onde os eventos poderão ser realizados.

Claus Jensen

Trabalho com publicidade há mais de 29 anos, fiz teatro durante 8, apresentei programa de televisão outros 5 e sou blogueiro desde 2007. Mas minha maior paixão é a família, e claro, essa fascinante Blumenau.

Posts relacionados

*

*

Top