Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Operação Anjos da Lei prende 108 traficantes e tira 70 quilos de droga de circulação no Estado

 

Fotos: Divulgação/Polícia Civil

A operação Anjos da Lei, realizada nesta quarta-feira (13/06/18), resultou na apreensão de 60 kg de maconha e 10 kg de cocaína, além da prisão de 108 pessoas por envolvimento com o tráfico de entorpecentes, em áreas próximas às escolas catarinenses. A Anjos da Lei é a primeira edição de uma operação conjunta entre as polícias civis de Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul. Trata-se de uma grande mobilização policial que envolve um trabalho de investigação para identificar criminosos que agem em áreas vizinhas a instituições de ensino.

Em Santa Catarina foram 100 mandados de busca, 84 de prisão preventiva e 403 policiais civis que atuaram em ações de repressão ao tráfico entre às 6h e 21h, em todas as regiões. Nas imediações das instituições de ensino foram abordadas 212 pessoas suspeitas. Dos 108 presos, 36 foram flagrantes (sendo 5 adolescentes apreendidos) e outros 72 em cumprimento de mandado de prisão. Com os detidos foram localizadas 20 armas (revólveres, pistola, espingardas).

Em Blumenau, a Divisão de Investigação Criminal, prendeu 3 pessoas em flagrante e cumpriu três mandados de busca e apreensão, em locais próximos à colégios. Segundo a Polícia Civil, no bairro Velha, foram presos Fabrício Luiz Borges (vulgo Bútio) e Fagner Cristian Borges (vulgo Veio), por porte ilegal de arma de fogo, tráfico de drogas e posse de material de uso restrito. No local foram encontrados 50 gramas de maconha, um colete balístico e 2 (dois) revólveres.

No bairro Progresso, foi preso Odair Milani (vulgo Oda). Na residência foram apreendidos 30g de maconha, 6g de crack e uma bucha de cocaína. Os presos foram conduzidos à DIC e, após os procedimentos legais, foram colocados à disposição da justiça.

 

Informações

De acordo com o delegado geral adjunto, Luiz Angelo Moreira, a ação envolvendo os três estados permite o intercâmbio de informações. “A polícia tem sua área de atuação delimitada mas o crime não tem, por isso a importância da troca de informações que a partir de agora será fortalecido com o Programa Anjos de Lei, que será contínuo”, destacou.

A titular da Delegacia Regional de de Joinville, delegada Tania Harada, reforçou a importância da participação da comunidade em denunciar a atuação de traficantes. “Estamos há mais de um ano mapeando os pontos de tráfico com informações que chegam por meio de denúncias feitas nas redes sociais da Delegacia. Em Joinville já estamos trabalhando o esclarecimento de crianças e adolescentes por meio de atividades lúdicas. Temos uma boa parceria com a ADR de Joinville”, observou.

 

 

A diretora adjunta da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (DEIC), delegada Eliane Chaves, disse que o Divisão Especializada de Combate ao Narcotráfico (Denarc) focou a investigação no entorno das escolas. “Trabalhamos em áreas mais sensíveis, onde identificamos não apenas a presença de traficantes que também os fornecedores droga”. A DEIC ontem apreendeu 10 quilos de cocaína.

Parceria

A Anjos da Lei marca a aproximação da Polícia Civil com a comunidade escolar e a Secretaria de Estado da Educação. Na próxima segunda-feira (18), Educação e Polícia Civil assinarão um termo de cooperação técnica, oficializando a parceria entre as secretarias e dando a largada ao trabalho preventivo também dentro das escolas estaduais. “O programa surge num momento muito significativo para a comunidade escolar, que hoje já tem o Nepre Online nas escolas, onde trabalhamos a prevenção e o combate a violência e o uso de drogas”, ressaltou a secretária da Estado da Educação, Simone Schramm.

A secretária observa ainda que ações e parcerias são bem-vindas e reforçam a Política de Educação, Prevenção, Atenção e Atendimento as Violências na Escola implementada desde 2011 nas 1.073 unidades estaduais. “O entorno das escolas livre de drogas e violência é importante para a segurança dos estudantes e profissionais da educação”, assinalou a secretária. “Os pais têm de estar abertos ao diálogo e atentos aos seus filhos para que não haja espaço para o traficante e nem para a droga”, observou.

Balanço dos três estados:

Total de ordens judiciais: 609
Santa Catarina: 184
Paraná: 124
Rio Grande do Sul: 301 (DPI 202; Denarc 17; DPM 82)

Total de armas: 169 (armas de fogo e outras)

Santa Catarina: 20
Paraná: 72
Rio Grande do Sul: 77 (DPI 69; Denarc 4; DPM 4)

Total de presos e adolescentes: 311 entre presos e adolescentes (277 presos e 34 adolescentes apreendidos)

Santa Catarina: 108 (103 + 5 adolescentes)
Paraná: 78 (69 + 9 adolescentes)
Rio Grande do Sul: 125 (105 + 20 adolescentes): DPI 50 presos + 11 adolesc; Denarc 24 presos + 5 adolesc; DPM 31 presos + 4 adolescentes

Total de drogas: 297 kg de maconha e 11,2 kg de cocaína

Santa Catarina: 60 kg de maconha e 10 kg de cocaína
Paraná: 150 kg de maconha; 671 gramas de cocaína
Rio Grande do Sul: 87 kg de maconha e 560 gramas de cocaína (DPI 50 kg de maconha e 140 gr de cocaína; Denarc 33 kg de maconha e 250 gr de cocaína; DPM 4 kg de maconha e 170 gr de cocaína

Com informações de Jacqueline Iensen [Secom/SC]

Tags
O Blumenauense

Denúncias, problemas ou elogios? Nos escreva para contato@oblumenauense.com.br

Posts relacionados

*

*

Top