Política foi o tema da primeira noite da Semana Assimvi de Jornalismo

 

Por Fabrício Wolf

A primeira noite da Semana Assimvi de Jornalismo, evento criado para debater temas pertinentes à profissão e capacitar ainda mais profissionais e estudantes em comemoração à passagem do Dia do Jornalista, teve grande público. O auditório da Unisociesc, parceira nesta edição do evento, ficou praticamente lotado, com destaque para alunos dos cursos de Jornalismo da Unisociesc e Furb. Três jornalistas especialistas no segmento político deixaram impressões sobre o atual momento eleitoral e muitas dicas para aqueles que querem fazer do ramo seu principal foco de trabalho.

 

 

Upiara Boschi (DC/NSC-Fpolis), Clóvis Reis (Santa) e Alexandre Gonçalves (Informe Blumenau) falaram por mais de duas horas sobre as abordagens propostas pelo mediador Francisco “Pancho” Fresard (Santa/NSC) e, ao final, responderam perguntas do público. Para eles o jornalismo político exige muito jogo de cintura, experiência e fidelidade às fontes. Eles ainda falaram sobre a importância do jornalismo segmentado, que permite que o profissional vire referência na área.

Sobre política eleitoral, em momento tão conturbado da história do país, acreditam que a bipolaridade que Lula e Bolsonaro representariam no pleito deste ano fica bastante modificada com a prisão do ex-presidente. Concordaram que isto deve aumentar o número de candidatos a presidente. Sobre as eleições para o governo do estado, ressaltaram a indefinição de nomes até agora. Os debatedores consideram que isto se deve ao fato de que os nomes apresentados até agora como pretensos candidatos não empolgam o eleitor. “Seria preciso um nome que representasse novidade para o eleitor”, destacou Upiara.

 

 

As eleições estaduais proporcionais também foram assuntos da mesa redonda. Alexandre Gonçalves destacou que Blumenau pode ter três nomes na disputa majoritária (Napoleão Bernardes, João Paulo Kleinubing e Décio Lima), mas acentuou que isto pode representar uma grande perda de representatividade na Câmara dos Deputados. Clóvis Reis ressaltou, ainda, que Blumenau e a microrregião podem ter dificuldades na representatividade estadual, na Assembléia Legislativa: “Os partidos estão apresentando muitos candidatos, mas os nomes não tem densidade eleitoral robusta”.

O ex-prefeito Félix Theiss estava no público e fez perguntas sobre a questão da representatividade regional, que reputa muito importante. Estudantes de Jornalismo presentes ao evento também questionaram os debatedores sobre política e a profissão de jornalista. A 2ª Semana Assimvi de Jornalismo tem continuidade na noite de hoje com o tema “Jornalismo 3.0 – Pós Jornalismo?”, quando os debatedores serão os produtores das páginas Blumenau Mil Grau e Floripa Mil Grau no Facebook.

A inscrição pode ser efetuada no momento da mesa redonda, que inicia às 19h. O evento conta com o apoio do Restaurante Moinho do Vale e do Himmelblau Palace Hotel.

O Blumenauense

Denúncias, problemas ou elogios? Nos escreva para contato@oblumenauense.com.br

*

*

Top