Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Procon fiscalizará postos de combustíveis de Blumenau, mas lembra que o preço não é tabelado


 

O preço do combustível não é tabelado, mas também não pode estar com preço abusivo. Quem lembra disso é André Moura Cunha, coordenador do Procon de Blumenau, que orienta os consumidores a pesquisarem.

Mesmo com os anúncios da Petrobrás sobre a baixa no preço da gasolina, a medida não evidencia que os novos valores sejam repassados de forma imediata às bombas. A política de ajustes nos preços dos combustíveis prevê mudanças diárias, mas recentemente a estatal vem decidindo segurar por até 15 dias as alterações para não provocar estresse entre os consumidores.

“Devemos lembrar também a livre concorrência, pois o combustível não é tabelado, não podendo, ter praticas de preços abusivos na cidade”, explica. Cunha disse que antes de passar o preço às bombas, é necessário observar fatores como o nível de estoque que o posto mantém atualmente, além das margens de lucro.

Nesta semana dever ser iniciada uma fiscalização para conferir as notas fiscais dos preços do combustíveis comprados junto às refinarias.  A intenção é saber se os postos estão trabalhando de acordo com as diretrizes da Petrobrás. Por isso o Procon orienta os consumidores para que façam pesquisas de preços e que abasteçam o veículo nos estabelecimentos onde já foram repassados os novos valores para as bombas.

O Blumenauense

Denúncias, problemas ou elogios? Nos escreva para contato@oblumenauense.com.br

Posts relacionados

Top