Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Uma opção de café colonial pouco conhecida em Blumenau nos finais de semana

 

 

 

Por Claus Jensen, com imagens de Marlise Cardoso Jensen e Nikolas Jensen

Por mais que você acha conhecer a sua cidade, sempre descobre um lugar novo, pelo menos foi assim com o buffet de café colonial do restaurante do Hotel Sesc em Blumenau. Ele consta como um dos trinta estabelecimentos que fazem parte do Roteiro Blumenau Gastronômico.

Apesar de existir desde 2008 na Rua Engenheiro Udo Deeke, nº 1.330, no bairro Salto do Norte, foi uma novidade para mim. O ambiente é aconchegante com detalhes em madeira e o buffet tem dezenas de pratos, entre doces e salgados. Você encontra desde torta alemã, Strudel de maçã, torta de morango com chocolate, cucas típicas com massa de pão, salgadinhos fritos, lasanhas, panquecas, pão de queijo, pudim de leite, entre outras delícias.

Conversamos com o chefe Carlos Eduardo Soares que explicou na entrevista em vídeo um pouco mais de como o espaço funciona. Um dado que me surpreendeu, foi da maior parte dos clientes serem da cidade e não os hóspedes no próprio hotel. A demanda é mais alta durante o verão quando os associados do Sesc (comerciários) usam as dependências, em especial a piscina. Durante as festas de outubro a procura também é maior.

O café colonial funciona somente nos finais de semana, atendendo entre às 16h30min e 21h. Nos sábados o público médio é de 250 pessoas, enquanto no domingo aumenta para cerca de 300.

O preço do buffet é por quilo, sendo R$ 34,90 para os associados que apresentarem a carteirinha e R$ 38,90 para os demais. Comparado aos tradicionais cafés coloniais de Blumenau, é uma opção de valor mais acessível.

Confira a entrevista que fiz no dia 2 de março. Em todos os locais que visitamos no Roteiro Blumenau Gastronômico, procuramos chegar sempre próximo ou até antes da abertura dos estabelecimentos. Por isso os ambientes geralmente aparecem vazios.

 

 

Trabalho com publicidade há mais de 29 anos, fiz teatro durante 8, apresentei programa de televisão outros 5 e sou blogueiro desde 2007. Mas minha maior paixão é a família, e claro, essa fascinante Blumenau.

Posts relacionados

Top