Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Blumenau tem 200 focos do mosquito Aedes aegypti, mas não é considerado um município infestado

 

 

 

Desde a última semana, agentes de combate a endemias da Secretaria de Promoção da Saúde (Semus) têm trabalhado em conjunto com os soldados do 23º Batalhão de Infantaria do Exército de Blumenau (23º BI) na prevenção dos focos do mosquito Aedes aegypti. Mais de mil residências foram visitadas pelo grupo, levando informações de prevenção à população da região Norte da cidade, no bairro Itoupavazinha.

Na segunda-feira (8/07/19), as equipes realizaram trabalhos educativos no bairro Da Glória, na região Sul de Blumenau, onde atuam também no tratamento dos focos do mosquito. Sob orientação dos agentes, os soldados têm ajudado na coleta de amostras. O objetivo é de unir forças para conscientizar a população e para eliminar os criadouros do inseto.

 

 

“O trabalho com as equipes do exército tem sido excelente, muito eficiente e bem aceito e acolhido pela comunidade. Prova de ser uma importante parceria, com o acompanhamento dos nossos agentes no combate ao mosquito e às doenças causadas por ele”, avaliou a coordenadora do Programa de Combate à Dengue em Blumenau, Eleandra Casani.

 

 

Atualmente Blumenau tem 200 focos do mosquito, e não é considerado município infestado. O trabalho de prevenção é realizado ao longo do ano todo, com ações educativas junto à comunidade, empresas e escolas, para evitar a proliferação do Aedes. Além disso, são feitos acompanhamentos periódicos pelos agentes de endemias, com as visitas quinzenais aos 358 pontos estratégicos e monitoramento semanal de 1.650 armadilhas.

As informações foram passadas por Marília Prado, assessora de comunicação da prefeitura de Blumenau.

Posts relacionados

Top